Return to site

Como Melhorar Sua Saúde Atendendo às suas Necessidades de Micronutrientes?

Enquanto os macronutrientes (gorduras, carboidratos e proteínas) têm grande impacto em seus níveis de gordura corporal, pode-se dizer que os micronutrientes são mais importantes para a saúde geral.

Micronutrientes são um grupo de compostos que incluem vitaminas e minerais, e se não obtivermos o suficiente deles, podemos desenvolver certas doenças. Felizmente, temos acesso a uma grande variedade de alimentos, o que significa que a deficiência de vitaminas e minerais, no mundo desenvolvido de hoje, é muito rara. O problema é que, embora possamos estar livres dessas deficiências, podemos não estar consumindo o suficiente para maximizar nossa saúde. Quando consideramos que os polimorfismos em alguns de nossos genes podem tornar nossas necessidades ainda mais altas, fica mais nítido que podemos não estar obtendo o bastante através de nossa dieta.
 

Que genes por afetar meus requisitos de micronutrientes?

No teste DNAFit, analisamos 7 genes diferentes que afetam suas necessidades de antioxidantes, ômega-3, vitamina B e vitamina D. Embora saibamos que as diretrizes para consumo diário seja suficiente para a maioria das pessoas, pequenas alterações nesses genes podem aumentar o risco de certas problemas de saúde, que na maioria dos casos podem ser facilmente corrigidos consumindo um pouco mais de determinado nutriente.

Vamos pegar a vitamina B como exemplo. Ao determinar as quantidades de vitamina B para cada pessoa, olhamos para um gene chamado MTHFR, responsável por uma enzima chamada metilenetetrahidrofolato redutase, que desempenha função em uma série complexa de reações chamadas de metilação.
O que sabemos é que as pessoas têm diferentes genótipos do gene MTHFR, o que pode fazer com que essa enzima não funcione tão bem para algumas pessoas. Naquelas com o genótipo CC, a enzima funciona muito bem e não está associada a nenhum risco; no entanto, em pessoas com o genótipo TT a atividade enzimática é reduzida. A ação dessa enzima converte homocisteína em metionina. Quantidades elevadas de homocisteína está associada ao aumento de risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares, como hipertensão. Se a capacidade de converter homocisteína em metionina for reduzida devido a polimorfismos do gene MTHFR, então a homocisteína pode se acumular no sangue, aumentando o risco dessas doenças.

Isso parece assustador - Existe algo que eu possa fazer?

A boa notícia é que, embora isso pareça assustador e preocupante, qualquer risco pode ser facilmente reduzido fazendo algumas mudanças alimentares simples. Acontece que a vitamina B9 é realmente eficaz na redução da homocisteína, especialmente nos genótipos MTHFR CT e TT. Você pode ter ouvido falar de vitamina B9 antes como folato ou ácido fólico - ela costuma ser encontrada em vegetais de folhas verdes e, em alguns países, é adicionada aos alimentos para fortificação.
Enquanto a recomendação para folato é de 400ug (quarenta microgramas) por dia, a pesquisa indica que se você tiver os genótipos CT e TT, isso provavelmente não é suficiente para manter a homocisteína em níveis saudáveis. Um estudo de 2002 publicado no American Journal of Clinical Nutrition descobriu que com essa ingestão diária recomendada, a homocisteína era muito maior naqueles com o genótipo TT em comparação àqueles com o genótipo CC.
No entanto, quando os indivíduos no estudo com o genótipo TT foram colocados em uma dieta rica em folato, ou tomaram algum suplemento de ácido fólico, seus níveis de homocisteína caíram para os dos genótipos CC. A chave aqui era que a quantidade de folato ou ácido fólico necessária para criar essa mudança. Assim, podemos ver muito bem que uma abordagem única para micronutrientes não funciona. Pessoas com os genótipos CT e TT precisam de uma ingestão maior de vitamina B9 (e também de B6 e B12, que trabalham juntas) para maximizar sua saúde, o que pode ser feito aumentando a ingestão de mais folhas verdes, vegetais, ou suplementos vitamínicos.
 

Há outros genes que também podem afetar minhas necessidades de micronutrientes?

Em nosso painel, analisamos os genes que podem afetar as necessidades de antioxidantes (SOD2, CAT e GPX1), de ômega-3 (IL-6 e TNF) e de vitamina D (VDR). Em todos esses casos, as pessoas com pequenas alterações nesses genes podem achar que a dose diária recomendada é insuficiente para suas necessidades.
Olhando mais de perto para a vitamina D, estima-se que cerca de 70% da população do Reino Unido, por exemplo, não receba o suficiente em uma dieta regular - mesmo que a dose diária recomendada seja bastante baixa - 600UI (Unidades Internacionais). Pesquisa em esportistas mostra que uma ingestão importante para eles pode ser tão alta quanto 5.000UI por dia. Uma das razões para isso é que a vitamina D não é tão comum em grandes quantidades dentro das dietas, e a maneira mais comum para os humanos obterem vitamina D é a luz solar. Agora, países como os do Reino Unido não recebem muito Sol, o que pode causar problemas de saúde. Mas mesmo no verão (ou em países quentes), muitas pessoas mesmo assim não saem ao ar livre com frequência. Isto é devido a um aumento de trabalhos em locais fechados como em escritórios com ar condicionado, e o fato de que dentro de casa tende a ser mais frio e mais confortável nos meses de verão, particularmente em climas mais meridionais.
E um fator adicional é o fato de que muitas pessoas evitam o Sol devido a preocupações com o câncer de pele. Seja qual for a razão, o simples fato é que a maioria de nós não recebe vitamina D suficiente para atender a dose diária recomendada. Quando você adiciona a isso que os polimorfismos do gene VDR podem aumentar ainda mais a necessidade de vitamina D, você percebe que precisa olhar melhor para sua alimentação.

Logo, enquanto existe uma recomendação única, genérica, saber quais genótipos você carrega e que podem afetar suas necessidades de micronutrientes, te ajudarão realmente a cuidar de sua saúde e fazer mudanças significativas para viver da melhor maneira possível.

É isso que você está buscando? Então entre no site e invista no teste que vai mudar seus resultados:

Ou se você é médico, nutricionista, ou educador físico, saiba mais sobre nosso programa de parceria:

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OKSubscriptions powered by Strikingly